• Flavia Pinheiro Zanotto

Entenda bem o autoplágio


Vamos tentar entender do que se trata o autoplágio (AP). Este se encontra em uma área "cinza", mas nunca se deve publicar um trabalho seu como novo sem que saibam que já foi publicado antes.

Vamos explicar o que não pode ser feito. Primeiro, o autor pega um artigo publicado em uma revista, reescreve e publica em outra revista com um foco diferente do anterior e com revisores diferentes. E deixa de colocar na lista de referências o artigo original que já foi publicado. Esse é grave... Ou submete o mesmo artigo para diversas revistas e se for aceito em mais de uma revista, publica todos.

Formas mais leves de AP envolvem escrever outro artigo utilizando algumas idéias anteriores já publicadas e usar frases idênticas às do trabalho original sem citar a fonte. Evite sempre usar frases idênticas, mesmo que sejam suas. Se for usá-las, deixe como citação direta, entre aspas. Ou faça uma paráfrase de maneira adequada, isto é, escreva a mesma idéia utilizando suas palavras novamente. Se for um artigo de revisão, use seus trabalhos anteriores à vontade, mas cite sempre a fonte.

Outro tipo de AP (o mais comum) envolve copiar métodos de trabalhos anteriores que já havia sido publicado, pois a metodologia é a mesma que está fazendo nesse novo trabalho que pretende publicar. Nesse caso, não se esqueça de CITAR o seu trabalho anterior na seção relevante. Tome cuidado para não apenas copiar e colar no artigo novo com o pensamento: "eu escrevi, portanto não tem problema deixar exatamente da mesma maneira." Lembre-se de que a maioria dos trabalhos publicados são copyright das revistas!

Portanto, vamos ser prudentes e evitar problemas futuros...

26 visualizações
LINKS
CONTATE-NOS

flaviapz@assessoriaciencia.com

Tel: (11) 99657 4524

RAZÃO SOCIAL: FLÁVIA PINHEIRO ZANOTTO ME

CNPJ: 16.955.524/0001-76

Rua Barão de Campos Gerais, 162

CEP: 05684-000 | Real Parque

São Paulo | SP

SOCIAL

©2020 - Todos os direitos reservados. Escrever Ciência | Desenvolvido por Garden Digital