Organizadores de referências bibliográficas

January 28, 2019

 

Uma boa revisão de literatura é um terreno fértil para a realização de um projeto de pesquisa e um artigo científico bem feito. Além disso, é preciso lidar com várias referências, de vários periódicos e editores, ao longo da realização de suas pesquisas e organizar tudo isso de maneira homogênea, o que é um trabalho e tanto! Até o início dos anos 90, os pesquisadores precisavam inserir manualmente as citações de literatura em seus artigos. Dependendo se o periódico estava pedindo que as referências fossem ordenadas por aparição no texto ou em ordem alfabética, modificar a lista de referência era muito doloroso.

Origens dos organizadores de referências
Os softwares de gerenciamento de referência (GR), ou organizadores de referência, apareceram pela primeira vez no final dos anos 90. O primeiro recurso que foi implementado foi a formatação correta de citações de artigos de acordo com diferentes estilos de referência de periódicos. Embora existissem menos revistas no mundo científico naquela época, já havia vários formatos que os autores eram solicitados a usar nos artigos citados. Assim, se um manuscrito fosse rejeitado pelo primeiro periódico e submetido em outro, ou se os autores decidissem que seu manuscrito seria enviado para outro periódico diferente daquele originalmente escolhido, então se conseguia facilmente reformatar a literatura e se concentrar mais no texto e figuras do artigo.

Hoje em dia, é padrão para a maioria dos organizadores de referência incluir o estilo de citação do periódico ao qual você deseja enviar, permitindo que você o selecione facilmente em um menu de barras. A maioria dos softwares também possui atalhos para os principais bancos de dados de literatura on-line, dos quais citações, resumos ou artigos completos podem ser baixados diretamente.

 

Software existente e seus recursos 
Aqui está uma lista de softwares de GR com o uso mais amplo entre a comunidade científica. Todos, exceto o primeiro, têm uma versão gratuita que cobre a maioria de seus recursos.

  1. EndNote ™ foi historicamente o primeiro software de GR. Continua a ser regularmente desenvolvido, no entanto, nenhuma versão gratuita é oferecida.

  2. Mendeley foi lançado em Londres em 2008. Ele introduziu mais ênfase no artigo ou arquivo pdf do que apenas na citação. É grátis até 2GB de armazenamento (a partir de janeiro de 2017).

  3. Readcube foi co-criado por um pesquisador e um cientista da computação. Ele tem uma forte interface web e aceita citações de todos os outros principais organizadores de referência.

  4. Zotero é mantido pelo Centro Roy Rosenzweig de História e Novas Mídias. Ele é projetado para a coleção de diferentes materiais, como artigos de mídia científicos e regulares, bem como arquivos de áudio e imagens.

  5. Citavi é um software baseado na Alemanha. Ele tem um funcionamento semelhante ao um banco de dados, portanto, é capaz de aceitar e manipular referências de vários tipos.

Classificando as Referências
Um dos principais objetivos dos organizadores de referência é classificar as referências bibliográficas. Alguns pesquisadores usam pastas diferentes e um esquema de nomenclatura padronizado para seus arquivos de literatura (por exemplo, por autor, ano ou tópico principal), o que agora é feito pelos organizadores de referência. Isso permite uma classificação mais flexível e pesquisável, facilitando a vida diária de um pesquisador.  Para que essas buscas sejam otimizadas, ainda é preciso pensar de antemão em qual classificação é melhor. Em alguns tópicos, pode ser que uma classificação cronológica seja a melhor, enquanto em outros, a classificação de acordo com sub-rótulos ou rótulos pessoais, como organismos ou reagentes, possa ser mais relevante. Todas essas possibilidades são propostas pela maioria dos softwares de GR e definitivamente vale a pena que sejam explorados e usados.

 

Características adicionais
Alguns dos organizadores de referência mencionados propõem recursos extras que podem ser relevantes ou apenas implementados para se diferenciarem da concorrência.

A maioria deles propõe uma versão baseada na Web. Isso é conveniente se você precisar se conectar à sua literatura de vários lugares, por exemplo, quando participando de uma conferências ou visitando outras instituições. 

Mendeley agora implementa mais recursos on-line, estendendo-se do GR para funcionalidades web-sociais: “conectando” a outros cientistas, armazenando e compartilhando seus conjuntos de dados, procurando por trabalhos. A versão em desktop tende a fazer buscas on-line regularmente.
O Readcube pesquisa bancos de dados e faz novas sugestões de literatura regularmente com base em sua literatura existente.

O Zotero foi projetado para lidar com vários tipos de arquivos. Pode ser relevante se, por exemplo, você usa podcasts regularmente. Também ativa tags em itens de biblioteca, um recurso conveniente quando os itens correspondem a vários tópicos.

 

📌Comecem a usar, poupa horas e horas de trabalho e são fáceis de aprender no próprio link acima, que possuem vídeos explicativos... 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Frases/palavras de transição para melhorar o seu texto científico

August 8, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes

September 8, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square